Ame-se

Querer-nos nos faz bem, nos faz felizes. E é o melhor presente que podemos oferecer aos outros...

separador

Algumas ideias breves, alguns vídeos interessantes…

Somos únicos…

O vídeo seguinte, publicidade de um canal de televisão infantil francês, é muito bom e muito original… mesmo que o fim seja um pouco desconcertante.

Na realidade não há nada que justifique a desilusão do urso panda (ou a do menino, que é quem está imaginando tudo). É que não há nada de ruim nas cores do panda ou, melhor, na sua falta de cores. Ao contrário, sua imagem é única, perfeita, inconfundível…

  • O que lhe faz único, é o que lhe fará bem-sucedido.”

    William Arruda

Em seguida um enlace para recordar o importante que é sermos nós mesmos:

Criamos nossa realidade…

Se a Lei da Atração realmente funciona não pode haver nada mais importante que aprender a aplicá-la de maneira consciente, porque é a que governa cada aspecto das nossas vidas desde os mais insignificantes até os que mais nos interessam ou preocupam.

Tendemos a pensar que a Lei da Atração começa a funcionar de início desde o momento em que decidimos a aplicá-la de maneira consciente. Mas na realidade veio atuando ao longo de toda a nossa vida, de maneira que agora, no nosso presente, estamos “presos” numa realidade que fomos construindo com nossos pensamentos e emoções ao longo de muito tempo, razão pela qual não é possível mudá-la praticando só umas poucas vezes algum exercício de visualização criativa ou de afirmações positivas.

A realidade nos apresenta, então, como algo rígido, repetitivo, difícil de mudar. Essa parece ser a situação do inesquecível “Coiote” no seguinte vídeo. Tanto o Coiote como o Papaléguas compartilham o mesmo entorno e o mesmo momento presente, mas parecem viver em mundos diferentes…

Um enlace sobre nosso milagroso poder criador:

Ho’oponopono…

  • Tudo o que lhe incomoda de outros seres, é uma projeção do que você não resolveu em você mesmo.”

    Buda

O mundo que vemos todo dia não é mais que uma projeção do nosso “mundo interior”. Cada situação, agradável ou desagradável, que nos cabe viver responde aos nossos pensamentos e crenças, mesmo que não sejamos conscientes deles.

Em todos os eventos que nos afetam diretamente só estão se manifestando nossas próprias expectativas.

Em cada relação vemos refletida uma parte de nós mesmos. Cada característica, positiva ou negativa, que vemos nas pessoas que nos rodeiam não é mais que uma característica nossa que projetamos sobre essas pessoas.

  • O que você critica, está em você. O que não está em você, você não o vê.”

    Alejandro Jodorowsky

A técnica havaiana de Ho’oponopono é uma ferramenta muito valiosa para curar a nossa mente.

As coisas desagradáveis que vemos “fora” refletem áreas da nossa mente que necessitam de cura, sem que habitualmente sejamos conscientes desse processo.

Por meio da perseverante aplicação desta técnica podemos ir “limpando” nossa mente e nos liberando dos nossos próprios conflitos internos e dos juízos negativos que dirigimos, antes de tudo, contra nós mesmos, permitindo-nos desenvolver nossa autoestima e aprender a nos amarmos incondicionalmente. Só assim, curando primeiro nossas próprias “feridas”, poderemos logo nos relacionarmos amorosamente com os demais.

Axel Piskulic

Aqui mais informação sobre o Ho’oponopono:

Tradução de Ana Lúcia de Melo
Compartilhar este artigo no Google +

Se você gostou deste artigo, por favor...

Não se vá sem compartilhá-lo no Facebook, Twitter ou Google+

Não se vá sem deixar seu comentário

Não se vá sem se inscrever grátis por e-mail... Obrigado!

line