Ame-se

Querer-nos nos faz bem, nos faz felizes. E é o melhor presente que podemos oferecer aos outros...

separador

Talvez você já tenha visto este lindo vídeo. “A coisa perdida”, ganhador do prêmio Oscar 2011 na categoria “Melhor Curta-Metragem de Animação”. Mas lhe ofereço algumas reflexões inspiradas nele, sobre como podemos tornar realidade os nossos sonhos.

Aqui algumas reflexões:

Conectar-se com os próprios desejos

Para tornar nossos sonhos realidade, antes de tudo é necessário conhecê-los bem. É surpreendente a quantidade de pessoas habituadas a descartar aquilo que desejam intimamente, por considerar que se trata de sonhos impossíveis de alcançar. Há que levar bem a sério aquilo que desejamos porque se trata das únicas “pistas” que temos para alcançar nosso verdadeiro bem-estar, é o que dá sentido autêntico ao que fazemos na vida.

Todo o tempo nos deparamos com pessoas que vivem “desconectadas” do que desejam intimamente. No curta-metragem se mostram como personagens cinzas, entediados e previsíveis…e é uma multidão…!!!

Perseverar

Sem dúvida é muito importante perseverar. O protagonista do vídeo mais que cumprir um desejo pessoal está empenhado em dar uma solução ao enigma que lhe apresenta seu singular companheiro, mas uma vez determinado a resolver esse problema se vê claramente como insiste em diferentes maneiras, sem desanimar, apelando a todos os recursos ao seu alcance.

Ter confiança

O vídeo também mostra uma situação tantas vezes repetida na vida real e que costuma beneficiar só aqueles que perseveram: quando todas as portas parecem se fechar, a ajuda mais valiosa costuma se apresentar oportunamente e de uma maneira inesperada.

Estar atendo aos sinais

Ambos os protagonistas começam a seguir a única pista que encontraram: um pequeno sinal em forma de flecha. O tamanho desse sinal contrasta com o das enormes flechas que as demais pessoas seguem o tempo todo no vídeo, e que ninguém parece questionar.

Sustentar nossas convicções

Se queremos tornar realidade nossos sonhos, muitas vezes nos cabe recorrer os caminhos menos transitados, precisamente porque são poucos os que escutam o seu coração. Ou veremos muitas pessoas ao nosso redor, incluídos talvez nossos melhores amigos, vão na direção oposta… e inclusive nos aconselharão que continuemos com nossa busca.

O caminho que nos conecta com nossos próprios desejos normalmente não coincide com o qual nossos pais ou a sociedade traçaram para nós.

Pessoas desconectadas

Talvez nos rodeiem pessoas desconectadas do que desejam intimamente.

Personagens cinzas

Sempre nos cruzaremos com a multidão de personagens cinzas que avança na direção equivocada.

Perseverar

Será necessário perseverar e não desanimar.

Ajuda pode chegar de uma maneira inesperada

No momento mais escuro a ajuda pode chegar de uma maneira inesperada.

Estar atendo aos pequenos sinais

Deverá estar atendo aos pequenos sinais…

Desconfiar dos grandes sinais que todos seguem

… desconfiar dos grandes sinais que todos seguem, que ninguém questiona…

Convicção

… e percorrer com convicção os caminhos menos transitados.

Estivemos tentando!

Nunca teríamos chegado se não fosse porque realmente o estivemos tentando!

Tornar nossos sonhos realidade

O que recebemos costuma ser muito mais do que esperávamos. Ainda que às vezes pode ser um pouco desconcertante: talvez seja diferente do que pedíamos originalmente… mas se ajustará perfeitamente as nossas verdadeiras necessidades, aos nossos desejos mais profundos….

Axel Piskulic

Tradução de Ana Lúcia de Melo
Compartilhar este artigo no Google +

Se você gostou deste artigo, por favor...

Não se vá sem compartilhá-lo no Facebook, Twitter ou Google+

Não se vá sem deixar seu comentário

Não se vá sem se inscrever grátis por e-mail... Obrigado!

line